domingo, setembro 27, 2015

Governo eleva para 7% juro que baliza empréstimos do BNDES

Veja online
Com informações Estadão Conteúdo

Conselho Monetário Nacional aumentou a TJLP em meio ponto percentual, em decisão que segue o plano de reduzir subsídios ao banco

(Rafael Andrade/Folhapress/VEJA) 
O prédio do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Social)
 na avenida Chile, no centro do Rio de Janeiro (RJ)

O Conselho Monetário Nacional (CMN) elevou a Taxa de Juros de Longo Prazo (TJLP) para 7% ao ano, nível que será válido para o quarto trimestre de 2015, divulgou o Banco Central nesta quinta-feira. A TJLP é usada para corrigir empréstimos concedidos pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Trata-se da maior taxa desde setembro de 2006.

A taxa havia sido elevada para 6,5% ao ano para o terceiro trimestre de 2015, seguindo diretriz da equipe econômica de reduzir os subsídios do governo em momento de aperto fiscal para reequilíbrio das contas públicas.

Desde que o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, assumiu a pasta, a TJLP vem sendo elevada trimestralmente em 0,5 ponto porcentual. Depois de dois anos em 5% ao ano, a taxa subiu para 5,5% em janeiro, 6% em abril e 6,5% em julho.

O CMN define a TJLP a cada três meses levando em conta a meta de inflação do ano seguinte e um prêmio de risco. De acordo com a nota do Ministério da Fazenda, houve aumento de 0,5 ponto porcentual "tendo em vista a evolução média dos índices que refletem o risco Brasil em mercados internacionais".

Nenhum comentário: