domingo, setembro 27, 2015

Petrobras reajusta em 11% preço do gás para uso industrial

Veja online
Com informações Agência Reuters

Aumento não abrange o GLP destinado ao uso residencial, conhecido como gás de cozinha, o qual já havia sido reajustado em 15% em 1º de setembro

(Sergio Moraes/Reuters)
 Petrobras estima que impacto de reajuste ao consumidor final seja da ordem de 5%

A Petrobras vai aumentar em 11% o preço do Gás Liquefeito de Petróleo (GLP) para consumo industrial, comercial e granel nas refinarias em todo o Brasil, a partir desta sexta-feira. "A companhia estima que o impacto desse reajuste no preço de venda ao consumidor final, que varia de acordo com a sua destinação, seja da ordem de 5%", acrescentou a estatal em nota.

Segundo a empresa, o reajuste não abrange o GLP destinado ao uso residencial, conhecido como gás de cozinha, que já havia sido reajustado em 15% em 1º de setembro. A estatal não subia o preço do chamado botijão desde 2002.

O último aumento do gás para uso industrial aconteceu em dezembro do ano passado, quando a Petrobras subiu os preços em 15%, segundo o Sindicato Nacional das Empresas Distribuidoras de Gás Liquefeito de Petróleo (Sindigás). Como o reajuste de preços é nas refinarias, a alta aos consumidores pode ser diferenciada, dependendo de fatores de mercado, custos, logística e distribuição, explicou o sindicato.

O Brasil consome, atualmente, cerca de 7,4 milhões de toneladas de GLP por ano. Desse montante, aproximadamente 25% são importados e o restante é produzido no Brasil. O consumo industrial é responsável por 29% da demanda.

Nenhum comentário: