segunda-feira, outubro 26, 2015

Brasil é líder em juros reais com dobro do 2º colocado

João Pedro Caleiro
 EXAME.com 

Crasck/Thinkstock

São Paulo - O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central anunciou hoje a manutenção da Selic em 14,25%, decisão esperada pela maior parte dos economistas.

É a segunda vez seguida que a taxa fica inalterada após sete aumentos seguidos que levaram os juros para o maior patamar desde 2006.

Mesmo sem uma nova alta, o Brasil continua na liderança mundial absoluta no ranking de juros reais formulado pela Infinity Asset Management e o MoneYou.

No Brasil, a taxa que desconta a inflação projetada para os próximos 12 meses dos juros nominais atuais está em 7,43%. É mais que o dobro do segundo colocado: a Rússia, com 2,87%.

Em seguida vêm China (2,55%), Indonésia (2,11%) e Colômbia (1,26%). Em último lugar estão Hong Kong (-2,43%), Argentina (-3,48%) e Venezuela (-39,13%). A média mundial é negativa: -1,3%.

Veja a taxa de juros reais (taxa nominal menos a inflação projetada para os próximos 12 meses) nos 20 países do ranking:


País
Taxa
1
Brasil
7,43%
2
Rússia
2,87%
3
China
2,55%
4
Indonésia
2,11%
5
Colômbia
1,26%
6
Filipinas
0,82%
7
Índia
0,57%
8
Taiwan
0,54%
9
Malásia
0,24%
10
Turquia
0,23%
11
Polônia
0,10%
12
África do Sul
-0,09%
13
Tailândia
-0,15%
14
Grécia
-0,15%
15
Coreia do Sul
-0,20%
16
Chile
-0,24%
17
México
-0,34%
18
Austrália
-0,49%
19
Israel
-0,50%
20
Suíça
-0,55%

Nenhum comentário: