domingo, outubro 11, 2015

Dilma só sai do governo após concluir a destruição do país

Carlos Newton
Tribuna da Internet


Todos já sabiam que a presidente Dilma Rousseff nada entende de Economia Política,embora alardeasse na internet ter mestrado e doutorado, que depois se constatou serem apenas uma das invencionices dela. E como realmente ficou comprovado que nunca fez mestrado nem doutorado, também pode-se até duvidar que tenha cursado alguma faculdade de Economia, tal o seu despreparo.

Agora, constata-se que os brasileiros elegeram (e reelegeram) para a Presidência da República uma autoproclamada mulher sapiens que nada entende também de administração pública ou de política. É uma estranha no ninho do Planalto/Alvorada.

Ao contrário do lendário Rei Midas, que transformava em ouro as coisas nas quais tocava, a presidente Dilma consegue destruir o que aparece à sua frente. Podem reparar: tudo o que é feito pelo primeiro escalão do governo sempre dá errado. Há quase um ano tenta fazer um ajuste fiscal que não existe nem tem Plano B, enquanto a economia vai derretendo.

TRAPALHADAS NO TCU
Vejam bem: em junho de 2014 a presidente foi advertida pelo então presidente do TCU, Augusto Nardes, sobre as irregularidades em sua prestação de contas. E o que fez ela? Ao invés de se adaptar e obedecer às normais legais, fez exatamente o contrário e extrapolou as pedaladas e a maquiagem das contas, baixando dez decretos inconstitucionais, para fazer despesas não-autorizadas pelo Congresso. Um festival de crimes de responsabilidade em série, puníveis com impeachment.

Depois veio a público alegar que não sabia de nada e a culpa era no secretário do Tesouro, Arno Augustin.

O TCU então deu à presidente todas as oportunidades de se defender, até adiou duas vezes o julgamento das contas. E como dona Dilma respondeu a essas gentilezas? Simplesmente mandou alegar a suspeição do relator Augusto Nardes, e simultaneamente foi logo recorrendo duas vezes seguidas ao Supremo, numa confusão total.

O RESULTADO
Como tudo o que o governo faz dá errado, o resultado foi a decisão do TCU por unanimidade, propondo a rejeição das contas e abrindo fundamentação jurídica para o impeachment.

Sinceramente, o comportamento da presidente Dilma Rousseff não parece normal. Será que as anfetaminas que toma para manter a dieta não estão lhe fazendo mal? Não seria caso de terapia? O que ela enfim pretende? Vai se agarrar ao governo como uma preguiça pendurada na árvore, incansavelmente imóvel? Até onde vai levar esta farsa? Não governou durante quatro anos e dez meses, quer continuar assim até o final de 2018? Ou seja, só pretende sair do governo depois de concluir a destruição do país?

Como dizia o humorista Agildo Ribeiro, perguntar não ofende. Especialmente quando todos sabem a resposta.

Nenhum comentário: