terça-feira, outubro 20, 2015

Em queda há 47 meses, emprego na indústria teve maior recuo da série em agosto

Marcelo Loureiro
O Globo

O IBGE registrou queda de 6,9% no emprego industrial em agosto, na comparação com 2014. Foi o pior resultado da série histórica. Por esse recorte, são 47 meses seguidos de cortes de vagas, de acordo com a Pesquisa Industrial Mensal Emprego e Salário (Pimes). Entre julho e agosto, o setor fechou 0,8% dos postos de trabalho.

O ritmo dos cortes têm se acentuado, notou o IBGE. De janeiro a agosto, o total do pessoal ocupado recuou 5,6%, queda mais intensa que a registrada no primeiro semestre, de 5,2%.  

A renda caiu mais. Na comparação anual, o número de horas pagas recuou 7,5% em agosto. No ano, a queda acumulada chegou a 6,2%. Comparada com julho, a renda dos trabalhadores da indústria encolheu 0,9%.  

Os estoques estão elevados e a confiança, em baixa. Enquanto o cenário perdurar, a perspectiva para a indústria ficará negativa. 

Os reflexos do desemprego em alta


Mercado de trabalho em franca piora



Nenhum comentário: