sexta-feira, outubro 02, 2015

Inadimplência das empresas brasileiras sobe 16% em agosto

Veja online
Com informações Agência Reuters

Segundo Serasa Experian, cenário adverso é reflexo da queda na atividade econômica do país combinado com os juros e o dólar em patamares elevados

(Istock/VEJA.com)
 Índice de inadimplência das empresas subiu 
13,3% no acumulado do ano até agosto

A inadimplência das empresas brasileiras avançou 16,1% em agosto na comparação com o mesmo mês do ano passado, reflexo do aprofundamento da recessão, associado aos juros e dólar mais altos, informou a consultoria Serasa Experian nesta segunda-feira.

De janeiro a agosto, o índice de inadimplência das empresas já acumula alta de 13,3%, maior nível desde 2012, quando subiu 14,3% no mesmo período. O valor médio dos títulos protestados cresceu 15,4% no acumulado do ano, ao passo que os cheques sem fundos subiram 6,8%.

"O aprofundamento da recessão econômica e as escaladas das taxas de juros e do dólar estão impactando negativamente a geração de caixa e a capacidade de pagamento das empresas, impondo sérias dificuldades à quitação de seus compromissos financeiros neste ano de 2015", disse a Serasa, em comunicado.

Já na comparação de agosto com julho, a inadimplência recuou 5,7%, influenciada pela queda de 13,4% dos cheques sem fundo e baixa de 2% nos protestos.

Nenhum comentário: