quinta-feira, novembro 05, 2015

ABUSO DE PODER: Gabas afasta corregedor que acusou protegido

Diário de poder

Ministro demite corregedor que ousou denunciar seu protegido


Gabas devolveu ao órgão de origem o auditor da receita que teve
 a ousadia de investigar seu protegido Carlos Paula (à dir.), da PREVIC.

O ex-ministro e atual secretário especial da Previdência Carlos Gabas – personagem da fase “Pixuleco” da Operação Lava Jato – afastou o corregedor que denunciou seu “cumpanhero” Carlos de Paula, que ele tornou chefe da Previc, a Superintendência Nacional de Previdência Complementar. O corregedor Nilo Silva Thé Pontes, admirado auditor da Receita Federal do Brasil, acabou devolvido ao órgão de origem.

O atrito do corregedor com o superintendente da Previc foi ocasionado pela estranha transferência de uma servidora do Rio para Brasília.

A apuração do caso indicou que a servidora ligada ao chefe da Previc teria recebido pagamento irregular de diárias e passagens aéreas.

O corregedor afastado denunciou as irregularidades de Carlos de Paula, protegido de Gabas, à Controladoria Geral da União (CGU).

****** COMENTANDO A NOTÍCIA:

Fosse esse um país sério, e tivesse como presidente alguém não tão medíocre e seriam, tanto o  ministro quanto seu protegido, sumariamente demitidos.  Caracteriza-se neste episódio, muito comum neste país com tanta bagunça promovida tanto pela classe política quanto pela elite estatal,  o verdadeiro ABUSO DO PODER. E um abuso protagonizado para esconder “mal feitos”.  

Nenhum comentário: