domingo, novembro 08, 2015

Aneel espera reduzir até maio a cobrança extra de luz

Veja online
 Com informações Estadão Conteúdo

Desde o início de 2015, sistema criado para contrabalançar o baixo nível dos reservatórios das hidrelétricas eleva tarifa em 4,50 reais a cada 100 kWh de energia consumidos

(Reprodução/Radar/VEJA) 
Baixo nível dos reservatórios exige a utilização
 das termelétricas, que têm custo mais alto

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) tem a expectativa de derrubar até maio a bandeira vermelha das tarifas de energia, sinalização que deixa as contas de luz mais caras. Isso será possível se, até lá, os reservatórios das hidrelétricas tiver atingido "um bom nível", segundo Tiago de Barros Correia, diretor da Aneel.

De acordo com o diretor, se o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) fizesse a gestão do setor elétrico apenas por modelos computacionais, a conta de luz já poderia estar com bandeira amarela. No entanto, devido à necessidade de poupar água dos reservatórios das hidrelétricas, o ONS tem mantido as usinas térmicas em operação.

O sistema de bandeiras tarifárias, em vigor desde o início do ano, permite o repasse mensal aos consumidores de parte do gasto extra das distribuidoras com o aumento do custo da energia. A cor da bandeira está impressa nas contas de luz. A vermelha, que representa um acréscimo de 4,50 reais para cada 100 kWh de consumo, está em vigor desde o início de 2015.

Nenhum comentário: