terça-feira, novembro 10, 2015

Lula diz não temer a prisão, mas pressiona governo e aliados a protegê-lo

Redação
Diário do Poder

Ele diz não temer ser preso, mas articula sua 'blindagem'

(FOTO: RICARDO STUCKERT)
Lula desafiou que alguém denuncie 
conversas impróprias com empresários, mas isso já foi feito. 

O ex-presidente Lula afirmou nesta quinta-feira (5), durante entrevista ao telejornal "SBT Brasil", que não teme ser preso, mas teme ser investigado: há semanas tem feito apelos dramáticos ao governo e a políticos aliados para que ele e sua família sejam “blindados” de exposição em CPIs.

Na entrevista o jornalista Kennedy Alencar – da qual não participou a apresentadora do próprio telejornal “SBT Brasil”, Raquel Sherazade, crítica dos governos petistas – Lula disse que nunca foi “avisado” que havia corruptos na Petrobras. “Não temo ser preso porque eu duvido que tenha alguém neste país, do pior inimigo meu ao melhor amigo meu, qualquer empresário pequeno ou grande, que diga que um dia teve conversa ilícita comigo”, disse ele, ignorando as várias revelações já feitas nesse sentido. A mais recente foi do lobista Fernando Soares, o Baiano, que confessou entendimentos ilícitos com o ex-presidente, com a participação do empresário José Carlos Bumlai, amigo pessoal do ex-presidente.

“É preciso cuidar para não criar uma imagem negativa de uma pessoa. Estamos vivendo a república da suspeição”, disse ele, que, quando esteve na oposição, não tinha essa preocupação. 

Nenhum comentário: