domingo, novembro 22, 2015

Até outubro, Brasil fecha quase 820 mil vagas de emprego em 2015

Veja online
Com informações Estadão Conteúdo

No mês passado, 169.131 postos de trabalho com carteira assinada foram fechados, o pior resultado para outubro desde 1992, segundo o Caged

(Reinaldo Canato/VEJA) 
Construção civil foi o setor que mais fechou vagas em outubro, segundo o Caged 

No mês de outubro, o Brasil fechou 169.131 vagas formais de emprego, segundo informou nesta sexta-feira o Ministério do Trabalho e Emprego e Previdência Social. Trata-se do pior resultado para o mês da série histórica, iniciada em 1992. Os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) são fruto de 1.237.454 admissões e 1.406.585 demissões.

O resultado foi muito pior que o de outubro do ano passado, quando foram fechadas 30.283 vagas. No acumulado dos últimos doze meses, o país fechou 1.381.992 vagas, com ajuste, ou seja, incluindo informações passadas pelas empresas fora do prazo. Desde janeiro deste ano, o saldo de postos fechados é de 818.918, também com ajuste.

O setor de construção civil foi o responsável pelo maior número de vagas formais de trabalho fechadas em outubro. No total, foram encerradas 49.830 postos no setor. O número é resultado de 135.605 admissões e 185.435 desligamentos no período.

Todos os setores da economia fecharam vagas no mês passado. O segundo maior responsável por fechamento de postos no mês, bem próximo da construção civil, foi a indústria de transformação, com queda de 48.444 vagas. Na terceira posição, ficaram os serviços, com um resultado negativo de 46.246.

Segundo o Caged, o setor de agropecuária encerrou 16.958 postos no mês. O comércio teve saldo negativo de 4.261. A indústria extrativa mineral teve queda de 1.413 vagas e os serviços industriais de utilidade pública fecharam 1.410 empregos formais. A administração pública reduziu em 569 o número de vagas formais no mês passado.

Nenhum comentário: