quarta-feira, dezembro 02, 2015

Lula e Dilma levaram o país à recessão com inflação alta

Alvaro Gribel
O Globo

O grande entrave da recuperação brasileira é a inflação em alta. Geralmente, em períodos de recessão, os preços caem, e isso ajuda na recuperação da economia. 

Mas não é o que tem acontecido com o Brasil este ano. Por aqui o IPCA, índice oficial de preços, medido pelo IBGE, acumula alta de 9,93% em 12 meses até outubro, o último dado disponível. Está se aproximando do patamar de dois dígitos. Ao mesmo tempo, o PIB acumulado em 12 meses tem retração de 2,5%, como mostra o gráfico.

Com isso, o Banco  Central se vê obrigado a subir os juros, afundando ainda mais o PIB e abrindo um buraco no orçamento do governo. 

O problema começou no final do governo Lula, quando o país cresceu 7,5% em 2010, para eleger a presidente Dilma. Como a alta foi acima do que os economistas chamam de crescimento potencial, a inflação subiu. 

Já a presidente Dilma, quando tomou posse, minimizou o problema, assim como a nova diretoria do Banco Central, comandada por Alexandre Tombini. Houve represamento de preços públicos, gastos descontrolados, e a queda forçada da taxa Selic, que encontraria "um novo patamar de equilíbrio no mercado".

O resultado disso tudo é a pior combinação que existe: inflação e recessão.


 PIB e inflação | IBGE

Nenhum comentário: