quarta-feira, dezembro 02, 2015

Caixa inventa fraude de apenas 25% de licitação

Diário do Poder

Banco cancelou licitação, em parte, após condenação na Lava Jato

Banco cancelou licitação, em parte, após condenação na Lava Jato

A Caixa cancelou contrato da agência Borghi Lowe Propaganda, após a condenação do seu diretor Ricardo Hoffmann a 12 anos e 10 meses de prisão, na Lava Jato. A empresa foi acusada de fraudar a licitação que declarou vencedoras mais três agências – a Artplan, a Nova SB e Heads. As quatro dividiam a verba anual para publicidade da Caixa, de R$ 400 milhões. A Borghi detinha algo como 25% do contrato global.

Virou piada no mercado a decisão da Caixa de considerar que houve fraude somente na parte da Borghi. Mas a licitação foi única.

Condenado por Sergio Moro a 14 anos e 4 meses, o ex-deputado petista André Vargas é acusado de escolher agências para a Caixa.

Consta na denúncia do Ministério Público Federal que André Vargas teria indicado o diretor de Marketing da Caixa, Clauir dos Santos.

Com um dos seus principais executivos condenados à prisão, a Borghi Lowe Propaganda foi rebatizada para Mullen Lowe Brasil. 

Nenhum comentário: