quarta-feira, dezembro 02, 2015

Os estados que mais sofrem com a falta de coleta de esgoto

Valéria Bretas 
EXAME.com 

Veja/FLAVIO CIRO

São Paulo – Cerca de 28 dos 67 milhões domicílios brasileiros não têm acesso aos serviços de esgotamento sanitário por rede coletora. Ou seja, isso quer dizer que somente 57,6% da população foi atendida com o benefício no ano passado.

Alguns estados do país destacam-se por seu baixo percentual de coleta de esgoto. O Piauí, por exemplo, que apresenta o pior índice entre as 27 unidades federativas, tem uma proporção de coleta de apenas 4% - das 963 residências, só 38 são atendidas pelo serviço.

Na prática, todo esgoto que não é coletado, ou tratado, abre uma porta de poluição no meio ambiente, o que acaba comprometendo a qualidade da água e aumentando os custos de tratamento.

O efeito borboleta só faz aumentar a proporção de brasileiros que convivem com litros de esgoto a céu aberto. 

“Em termos de esgoto, o Brasil parou no século 19. Descuidamos totalmente. Passamos décadas sem tratamento, usando a diluição na água como solução. Seguindo a ideia do ‘Joga no rio que o rio resolve’, transformamos nossos rios em lixões. Agora, colhemos os frutos dessa política”, afirma Edison Carlos, Presidente do Instituto Trata Brasil, em entrevista a EXAME.com.

Os dados fazem parte da Pesquisa Nacional de Amostra de Domicílios (PNAD), divulgada pelo IBGE na semana passada.

Na tabela abaixo você vê o percentual de domicílios que mais sofrem com a falta de coleta de esgoto.

Ranking
Estados
Coleta de Esgoto (%)

Domicílios com coleta de esgoto
(a cada 1.000)
Total de domicílios no estado
Piauí
4,0
38
963
Amapá
4,0
8
201
Pará
5,3
121
2 264
Rondônia
7,0
40
575
Maranhão
10,3
197
1 917
Roraima
19,2
30
155
Alagoas
20,3
202
993
Rio Grande do Norte
21,5
230
1 071
Tocantins
22,1
107
484
10º
Mato Grosso
22,6
248
1 094
11º
Acre
24,0
53
223
12º
Santa Catarina
24,7
588
2 380
13º
Amazonas
26,7
277
1 037
14º
Mato Grosso do Sul
30,4
269
885
15º
Rio Grande do Sul
33,8
1 376
4 074
16º
Ceará
34,0
941
2 768
17º
Goiás
40,7
902
2 218
18º
Sergipe
41,0
285
694
19º
Pernambuco
49,9
1 477
2 961
20º
Paraíba
51,9
634
1 221
21º
Bahia
52,4
2 604
4 974
22º
Paraná
61,8
2 362
3 820
23º
Espírito Santo
75,3
994
1 321
24º
Minas Gerais
78,4
5 463
6 965
25º
Distrito Federal
81,5
763
936
26º
Rio de Janeiro
83,2
4 986
5 989
27º
São Paulo
90,4
13 436
14 856
Brasil
57,6
38 630
67 039

Nenhum comentário: