domingo, abril 24, 2016

TSE autoriza Polícia Federal a coletar provas contra chapa de Dilma e Temer

Guilherme Amado
O Globo

Divulgação | TSE 
Ministra Maria Thereza de Assis Moura, TSE

A ministra Maria Thereza de Assis Moura, relatora no TSE das quatro ações que propõem a cassação da chapa de Dilma Rousseff e Michel Temer em 2014, autorizou ontem em um despacho que a Polícia Federal faça diligências e colete provas para embasar os processos.

Entre os pedidos, estão perícia contábil nas gráficas Editora Atitude (a mesma que Sérgio Moro já havia quebrado o sigilo, meses atrás); Gráfica VTPB Ltda; Red Seg Gráfica e Editora e Focal Confecção e Comunicação Visual Ltda, que trabalharam para a campanha de Dilma e Temer.

Maria Thereza também autorizou os depoimentos de Augusto Mendonça, da Toyo Setal, do ex-gerente da Petrobras Pedro Barusco, do executivo da Camargo Corrêa Eduardo Leite, do empreiteiro Ricardo Pessoa, do operador Hamylton Padilha, do lobista Julio Camargo, do lobista Zwi Skornicki e do ex-ministro da Secretaria de Assuntos Estratégicos Marcelo Neri.

Finalmente, a relatora pediu que sejam compartilhadas com o TSE as delações dos executivos da Andrade Gutierrez.

Nenhum comentário: