domingo, maio 22, 2016

Governo piora previsão do PIB para queda de 3,8% em 2016

Veja online
Com informações Agência Reuters

Estimativa anterior era de retração de 3,05%; projeção para a inflação melhorou, passando de 7,44% para 7%

(Germano Luders/VEJA)
 Linha de produção da fábrica da Nissan

A economia brasileira deverá encolher 3,8% neste ano e a inflação deve ficar em 7%, de acordo com as estimativas do novo governo apresentadas nesta sexta-feira no Relatório de Receitas e Despesas. A previsão anterior, feita em fevereiro pela equipe da presidente afastada Dilma Rousseff, era de queda do Produto Interno Bruto de 3,05% e inflação medida pelo IPCA de 7,44%.

No ano passado, o PIB do Brasil já havia registrado uma queda de 3,8%. Com a previsão de uma nova retração neste ano, será a primeira vez que o país registra dois anos consecutivos de encolhimento no nível de atividade econômica, ao considerar a série histórica oficial, do IBGE, que começou em 1948.

De acordo com o último relatório Focus, do Banco Central (BC), o mercado financeiro estima uma contração de 3,88% para o PIB este ano e uma inflação de 7%, agora, em linha com a expectativa do governo.

Ainda no Relatório de Receitas e Despesas, o governo prevê ainda uma taxa de câmbio média de 3,70 reais neste ano - a previsão anterior era de 4,18 reais. A nova equipe anunciou nesta sexta-feira a previsão de um rombo nas contas do governo central de 170,5 bilhões de reais. A estimativa anterior, de março, era de déficit de 96 bilhões de reais.

Nenhum comentário: