sexta-feira, junho 17, 2016

Lula responde a oito inquéritos e não tem a menor chance de escapar da prisão

Carlos Newton
Tribuna da Internet


Foi festejada na internet a decisão do ministro-relator da Lava Jato, que remeteu para a 13ª Vara Federal criminal de Curitiba três inquéritos contra o ex-presidente Lula da Silva, que continua respondendo a outras duas investigações no Supremo, porque envolvem outras autoridades com prerrogativa de foro, como a presidente afastada Dilma Rousseff.

Um dos três inquéritos devolvidos ao juiz Sérgio Moro apura atos de corrupção, ocultação de patrimônio (lavagem de dinheiro) e formação de quadrilha no caso do sítio em Atibaia, utilizado pela família de Lula e que recebeu obras gratuitas de duas empreiteiras sob investigação – a OAS e a Odebrecht.

O segundo inquérito investiga outros atos de corrupção e lavagem de dinheiro envolvendo pagamentos de empreiteiras para o Instituto Lula e a empresa de palestras, a LILS Palestras e Eventos.

E o terceiro inquérito agora a cargo da República de Curitiba apura o caso do tríplex no Guarujá, reformado gratuitamente pela OAS para atender a família Lula da Silva.

OUTROS INQUÉRITOS – 
Uma das investigações no Supremo envolvendo Lula, Dilma Rousseff e José Eduardo Cardozo, por tentarem obstruir as investigações da Lava Jato. E o ex-presidente está respondendo também ao principal inquérito da Lava Jato no Supremo, que envolve mais de 50 políticos e pessoas sem foro privilegiado, sob acusação de participarem da quadrilha que montou o esquema de corrupção na Petrobrás para abastecer a base aliada.

E os problemas judiciais de Lula não param por aí. É também alvo de uma denúncia da Procuradoria-Geral da República que o acusa de atuar junto com o ex-senador Delcídio Amaral e o banqueiro André Esteves para tentar obstruir a Lava Jato por suborno à família do ex-diretor da Petrobrás Nestor Cerveró, para evitar que ele fizesse delação premiada. Janot argumentou na denúncia que, como Delcídio não tem mais foro privilegiado, depois da cassação do mandato, o caso deveria ir para a primeira instância. Com isso, caberá ao juiz Sérgio Moro decidir sobre essa ação penal.

OPERAÇÃO ZELOTES – 
Há também a investigação sobre Lula e dois de seus filhos, Fábio Luiz e Luís Cláudio, na Operação Zelotes, que apura “venda de medidas provisórias” para beneficiar empresas privadas, especialmente montadoras de veículos.

Há, ainda, um inquérito aberto pelo Ministério Público Federal de Brasília, para apurar a apropriação de valiosos bens de propriedade da União, que foram usurpados pela família Lula da Silva e transferidos para São Paulo logo após a conclusão do segundo mandato, no início de 2011. As peças mais valiosas foram guardadas por dona Marisa e o filho Fábio Luiz no cofre forte de uma agência do Banco do Brasil. Valem algo em torno de R$ 36 milhões e já foram arrestadas pelo juiz Sérgio Moro, que também investiga o mesmo caso na 13ª Vara Federal Criminal de Curitiba.

TROCOU DE ADVOGADO – 
O principal advogado de Lula era o criminalista Nilo Batista, que já jogou a toalha, desistiu de defendê-lo. O outro advogado e compadre, Roberto Teixeira, também está sendo investigado na Lava Jato e na Zelotes, a coisa ficou complicada.

Lula agora contratou José Roberto Batochio, que já defendeu Paulo Maluf e agora defende Antonio Palocci e Guido Mantega, entre outros clientes famosos. Filiado ao PDT, Batochio gosta de política e em 2014 foi candidato a vice-governador de São Paulo na chapa de Paulo Skaf (PMDB). É considerado um dos maiores criminalistas do país, mas ainda não consegue fazer milagres. Respondendo a oito inquéritos simultâneos, Lula não tem a menor chance de escapar da prisão ao ser julgado na República de Curitiba, embora todos saibam que não existe viva alma mais honesta do que ele neste país.

Nenhum comentário: