sexta-feira, junho 24, 2016

Mercado reduz previsão de queda do PIB para este ano e aumenta alta para 2017

Da redação
Veja online

Estimativa de retração passou de 3,60% para 3,44%, segundo o boletim Focus. Para 2017, analistas apostam em crescimento de 1%

(Germano Luders/VEJA)
 Em relação a 2017, a expectativa de crescimento se manteve em 1% 

Economistas do mercado financeiro reduziram a estimativa de retração da economia este ano: queda de 3,44%, segundo o Boletim Focus, do Banco Central, divulgado nesta segunda-feira. A projeção anterior era uma contração de 3,60%. Em relação a 2017, a expectativa de crescimento se manteve em 1%. A previsão do mercado para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) deste ano ainda permanece acima do teto de 6,5% do sistema de metas e bem distante do objetivo central de 4,5% para 2016: 7,25% ao ano.

Para 2017 a expectativa de inflação é de 5,50%, a mesma da pesquisa anterior, dentro da meta para o ano que vem, de 4,5%, com tolerância de 1,5 ponto. Há pouco mais de um mês, o BC reduziu sua projeção para a inflação tanto para 2016 como para 2017, mas reiterou não haver espaço para diminuição dos juros básicos diante de fatores como o nível elevado da inflação em 12 meses. A expectativa para a Selic é de que encerre 2016 a 13%. Para o fim de 2017, se manteve em 11,25%.

O BC manteve a Selic em 14,25% ao ano em sua última reunião em uma decisão unânime, o que indica que está pavimentando o caminho para afrouxar a política monetária só mais à frente.

A projeção para a taxa de câmbio no fim de 2016 aumentou, passando de 3,65 reais para 3,60 reais. Para o fechamento de 2017, a estimativa dos economistas para o dólar caiu para 3,80 reais.

Nenhum comentário: