domingo, julho 17, 2016

Há R$ 66 bi de termos de compromissos de obras, diz ministro

Exame.com
Circe Bonatelli,  Estadão Conteúdo

Domingos Tadeu/Agência Brasil 
O ministro das Cidades, Bruno Araújo

São Paulo - O ministro das cidades, Bruno Araújo, afirmou que tem convocado governadores e prefeitos para rever promessas de obras feitas pelo governo afastado e cujos desembolsos não podem ser suportados pelo orçamento da pasta.

Segundo o ministro, há R$ 66 bilhões de termos de compromissos de obras com Estados e municípios que passarão por essa revisão.

"Os termos geram uma responsabilidade, por parte do Ministério das Cidades, de um orçamento que equivale a várias vezes o seu orçamento deste ano para atender todos os compromissos. Estamos chamando governadores e prefeitos para repactuar tudo isso, mostrando que o governo anterior passou um cheque sem fundo", afirmou, em entrevista à imprensa.

"Vamos retomar uma relação transparente com prefeitos e governadores", completou.

Segundo Araújo, os termos de compromissos se referem a projetos de viadutos, pontes e saneamento básico, entre outros, cujas obras ainda não começaram.

"O governo afastado mentiu com desfaçatez a governadores e prefeitos prometendo obras sem ter o valor correspondente a isso. Os termos de compromisso geraram uma expectativa falsa na população", disse.

Nenhum comentário: