terça-feira, julho 12, 2016

Meirelles confirma que Cide e PIS/Cofins podem subir

O Globo

E há chance de alta de certas operações de IOF, afirma ministro a jornal

 ANDRE COELHO / Agência O Globo
O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles 

BRASÍLIA - Após sinalizações de que seria necessário aumentar a carga tributária para gerar receitas e garantir um déficit menor nas contas públicas em 2017, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, afirmou que pode haver aumento em Cide (imposto incidente sobre combustíveis), PIS/Cofins, conforme informado pelo GLOBO no último dia 6. Em entrevista ao jornal “O Estado de S.Paulo”, o ministro sinalizou, ainda, que as privatizações são uma das fontes de receita no radar do governo, como informado pelo GLOBO também na última quarta-feira.

Mas, de acordo com Meirelles, as privatizações vão além da questão da meta:

“A geração de receitas para União e Estados é um efeito secundário. Mais importante que isso é aumentar o potencial de crescimento da economia”, afirmou o ministro na entrevista.

Segundo o ministro, entre as possíveis opções para gerar receita está também o aumento do Imposto sobre “algumas operações de IOF”, o Imposto sobre Operações Financeiras.

Questionado sobre se poderia haver elevação do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), Meirelles afirmou que este seria “uma alternativa mais secundária”.

Perguntado sobre o efeito do impeachment nessa estratégia econômica, Meirelles disse que o ponto não está sendo levado em conta nos cálculos, mas que, “caso ocorra a recuperação maior da confiança, na hipótese de que seja concluído o processo de impeachment, teremos uma recuperação da atividade maior ainda do que estamos prevendo”.

Nenhum comentário: