quarta-feira, agosto 31, 2016

ACABOU, DILMA!

O Globo

Dilma perde o mandato mas mantém direito de ocupar cargo público

Um ano e oito meses após assumir seu segundo mandato, presidente perde a guerra do impeachment e encerra ciclo de mais de 13 anos do Partido dos Trabalhadores no comando do Executivo. Temer assume às 16h de forma definitiva



Após decidirem pelo afastamento definitivo de Dilma, os senadores votaram nesta quarta-feira o destaque em separado da pergunta sobre a inabilitação para exercer cargos públicos. Foram 36 votos contra e 42, a favor., e 3 abstenções. Para ser aprovado, são necessários 54 votos, ou seja, os 2/3 exigidos na Constituição. Com isso, a presidente deposta poderá exercer cargos públicos. 

O líder do governo Temer no Senado, Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP), defendeu a inabilitação.

- Esse Senado não protagonizou nenhuma farsa. Não uma farsa, talvez, no máximo, um filme e que vai terminar num plano fixo: fim. Estamos aplicando a Constituição, que diz que essas penas devem ser aplicadas conjuntamente - disse ele.

O presidente do Senado, Renan Calheiros, votou contra.

Mais cedo, numa vitória dos aliados da presidente afastada, o presidente do Supremo Tribunal Federal, Ricardo Lewandowski, aceitou o destaque apresentado para votação em separado da pergunta sobre a inabilitação ou não de Dilma para exercer cargos públicos por oito anos.