sexta-feira, maio 26, 2017

Escritório de Sepúlveda Pertence abandona defesa de Joesley: “quebra de confiança”

Redação
Diário do Poder

'Atividades subterrâneas' de Joesley surpreenderam advogados


SEPÚLVEDA PERTENCE.

O presidente do grupo J&F e da JBS, Joesley Batista, já não conta com a defesa do escritório de advocacia de Sepúlveda Pertence, ministro aposentado do Supremo Tribunal Federal, por “inquestionável quebra da confiança indispensável entre cliente e advogado”, segundo explicou Evando Pertence, sócio da banca.

O escritório defendia Joesley em vários processos criminais, principalmente na Operação Greenfield, que investiga fraudes em contratos com fundos de pensão de funcionários de estatais.

“Fomos surpreendidos com absolutamente tudo o que a imprensa divulgou esta semana sobre as atividades subterrâneas de Joesley e cia., das quais nunca nos fora dada qualquer notícia”, afirmou Evandro Pertence, neste domingo (21), ao site Consultor Jurídico.

A decisão do escritório foi protocolada na Justiça Federal já na quinta-feira (18), no dia seguinte à divulgação da delação premiada de Joesley.

A equipe do ministro Pertence também o defendia em inquéritos relacionados às operações Sépsis e Cui Bono, desdobramentos da operação Lava Jato. A primeira investiga fraudes ligadas ao Fundo de Loterias, da Caixa. A última, fraudes em contratos de empréstimo com a Caixa.

Nenhum comentário: