quinta-feira, maio 18, 2017

Será a renúncia a melhor saída?

Comentando a Notícia

Concordo com o ex-presidente Fernando Henrique: se as gravações se confirmarem, na forma como foram divulgadas em texto, não resta ao presidente Temer senão a renúncia. O Brasil não pode ficar sangrando, enquanto já ensaiava uma lenta recuperação de sua economia que sofre o diabo com mais de dois anos de recessão marca Dilma.  

São mais de 14 milhões de brasileiros desempregados, mais de 26 milhões subutilizados por falta de vagas formais, e mais de 86 milhões que ganham do Estado sem trabalhar. Trata-se de um peso enorme para a sociedade suportar com meses a fio de novas crises econômicas. 

Precisamos evitar o atoleiro, entregando aos políticos a resolução das crises  por eles mesmos criadas. Há uma Constituição que prevê como preencher a vacância da Presidência em diferentes situações. Cumpra-se, portanto, a Constituição. Convocar eleições diretas como querem alguns é investir no aumento da crise indefinidamente. Além de ser um “fato novo” para tentar estancar e abafar os efeitos da Lava-Jato.

Portanto, cabe a Temer por um ponto final na sangria, seja culpado ou inocente, não importa. O Brasil merece ter vida normal.

Nenhum comentário: