quinta-feira, junho 01, 2017

Governo precisa solucionar dívidas da Eletrobras, diz Parente

Exame.com
 Luciano Costa, da Agência Reuters

A Eletrobras tem dívidas bilionárias com a Petrobras e a BR Distribuidora, que fornecem combustíveis para a operação de usinas no Norte do Brasil

(Dado Galdieri/Bloomberg)
Petrobras: "É um problema dentro do governo, 
que compete ao governo resolver", disse Parente 

São Paulo – O presidente da Petrobras, Pedro Parente, disse nesta quarta-feira que as bilionárias dívidas da também estatal Eletrobras junto à companhia pelo fornecimento de combustíveis para termelétricas são uma questão que deverá ser resolvida pelo governo federal, mas sinalizou que o assunto não irá paralisar os preparativos para o desinvestimento da petroleira em sua subsidiária BR Distribuidora.

Nós temos que trabalhar o tema da dívida, é fundamental, mas as coisas caminham em paralelo…certamente é fundamental que a gente possa concluir isso e resolver esse problema da dívida. É um problema dentro do governo, que compete ao governo resolver”, disse Parente a jornalistas após participar do Fórum Brasil de Investimento 2017.

A Petrobras afirmou em março que pretende retomar o quanto antes seu programa desinvestimentos, que inclui a BR Distribuidora, considerada um dos ativos mais valiosos da companhia, que tem como meta levantar 21 bilhões de dólares em 2017 e 2018 com essas vendas e com parcerias.

Mas a Eletrobras tem dívidas bilionárias com a Petrobras e a BR Distribuidora, que fornecem combustíveis para a operação de usinas em regiões isoladas no Norte do Brasil.

A elétrica alega que parte dessas dívidas deveria ser coberta por fundos do setor elétrico que bancam diversos subsídios, mas a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) afirmou após recente fiscalização que a Eletrobras recebeu mais do que deveria desses fundos nos últimos anos, e com isso precisaria reembolsá-los, ao invés de receber mais recursos.

A Eletrobras recorreu após conhecer os resultados preliminares da fiscalização da Aneel, que teve início em sua subsidiária responsável pelo fornecimento de energia no Amazonas, a Amazonas Energia.

“Existe um trabalho em andamento pela Aneel e nós temos que aguardar”, disse Parente, ao ser questionado sobre o impasse em torno dos resultados da fiscalização na Eletrobras.

Nenhum comentário: